Passarinho à toa

Os Tapetes Contadores esmiúçam a poética de Manoel de Barros, revelando aos pequenos um curioso quintal reinventado, que mescla poesia, viola, narrativa, tecido e dança.

Para tal, o grupo criou e se utiliza de objetos fantásticos e ‘descomparados’ que, com a trilha sonora ao vivo, remetem a uma experiência de infância vivida no interior do Brasil.

A direção de Warley Goulart ressalta o olhar contemplativo e lúdico que re-significa o mundo, as coisas e as palavras, num enredo poético vivido por personagens como o Avô, Bernardo, a menina avoada, o índio Cipriano, as crianças, as formigas, os caramujos, os passarinhos…

Tais narrativas retratam pequenas descobertas da vida, meros alumbramentos com a natureza e o reconhecimento de si no mundo. Os textos foram extraídos de toda sua obra, inclusive dos livros ‘Cantigas para um passarinho à toa’, ‘Exercícios de ser criança’, ‘Poeminha para brincar com a língua’.

Ficha técnica
Direção | Warley Goulart
Atores | Cadu Cinelli, Edison Mego, Helena Contente, Rosana Reátegui e Ilana Pogrebinschi
Músicas compostas pelo grupo Água Viva, interpretadas por Luciano Câmara (viola, violão e guitarra)
Roteiro, cenário e figurino | Os Tapetes Contadores de Histórias

O espetáculo surgiu a convite da M’Baraká, para integrar o projeto Contos Clássicos Brasileiros, produzido para os CCBBs Brasília e Rio de Janeiro.

Poesia de Manoel de Barros.
Para crianças a partir de 5 anos. Duração: 60 minutos.
Linguagens | Poesia, narrativa, dança, música ao vivo, animação de formas.

Condições Técnicas | Espetáculo para palco com dimensões mínimas de 6m de profundidade, 8m de largura e 4m de altura
Iluminação concebida para teatro e Sonoplastia ao vivo (checar necessidades do som)

Passarinho à Toa from Arpoador Comunica Filmes on Vimeo.